EXPOSIÇÕES PINACOTECA (temporárias)

 

ZERO
DE 03.ABR A 15.JUN 2014

Para celebrar a Temporada da Alemanha no Brasil, a Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, apresenta de 03 de Abril e 15 de Junho a exposição ZERO.Pela primeira vez no Brasil, a mostra apresenta uma visão geral com enfoque temático dessa vanguarda internacional que, no final da década de 1950 e início da década de 1960, por meio de arranjos pictóricos dispostos em série e estruturas de luz vibratórias, alterou de forma decisiva a arte do período pós-guerra.

 

LAERTE RAMOS – CASAMATA
DE 29.MAR A 29.JUN 2014

A exposição pretende ocupar a área do Octógono com cerca de 100 esculturas (de 30 modelos distintos) de casamatas – miniaturas de fortificações-objetos-ninhos compostas de cerâmica branca, areia, terra e plantas artificiais – supensas como uma grande instalação.

TINO SEHGAL
DE 22.MAR A 04.MAI 2014

Tino Sehgal é considerado um dos artistas mais singulares da atualidade, seu trabalho trata de questões de cunho social, político e econômico, além de provocar uma reflexão sobre os espaços designados à arte. Para a Pinacoteca de São Paulo, Sehgal irá propor uma “situação construída”. Atores, dançarinos e cantores irão compor o trabalho do artista, ocupando os espaços de circulação do museu.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Exposição “Ocupação ZUZU”

Itaú Cultural (Av Paulista, 149)
terça 1 de abril a domingo 11 de maio
terça a sexta das 9h às 20h (permanência até as 20h30); sábado, domingo e feriado das 11h às 20h

Zuzu Angel tinha consciência de sua importância para a moda do país. “Eu sou a moda brasileira”, dizia ela. Considerada a gênese de uma moda autenticamente nacional, a costureira subverteu, transgrediu e aos poucos impôs o seu estilo. Performances, mostras de cinema e encontros com estilistas trazem à tona a multiplicidade de sua obra e a legitimidade de sua luta contra a repressão da ditadura brasileira, que em 1971 prendeu e matou seu filho de 26 anos, Stuart Angel.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Exposição : Visões na Coleção Ludwig

A exposição apresenta 70 obras provenientes da Coleção Ludwig, sediada no Museu Estatal Russo de São Petersburgo. A mostra conta com obras-primas da arte pop, do neoexpressionismo alemão, do fotorrealismo e outros movimentos internacionais de arte a partir dos anos 1960 até hoje.

Entre os artistas apresentados estão Pablo Picasso, Andy Warhol, Robert Rauschenberg, Roy Lichtenstein, Jeff Koons, Jean-Michel Basquiat, Joseph Beuys, Gerhardt Richter, Anselm Kiefer, George Baselitz, entre outros.

Até 21 de abril no CCBB
Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

 

SAM_5199_900x1200 SAM_5206_1600x1200 SAM_5212_1600x1200

Exposição – A Magia de Miró

A Magia de Miró – Desenhos e Gravuras, exposição inédita no Brasil e com 69 obras do artista espanhol e 23 fotografias tiradas de Miró por Alfredo Melgar, este último fotógrafo galerista e colecionador do artista. Inédita no país, a mostra itinerante já passou por Europa, América do Norte e Austrália. Em A Magia de Miró, as principais obras deste expoente do surrealismo estarão em destaque, junto de criações suas menos conhecidas. Uma ótima oportunidade para conhecer melhor o trabalho do artista.

Caixa Cultural SP (Praça da Sé) – de 22/02 a 20/04/2014

Este slideshow necessita de JavaScript.

Exposição Túnel da Ciência- Max Planck

Exposição Túnel da Ciência- Max Planck

O Túnel da Ciência, realizado pela Sociedade Max Planck, aborda os grandes temas da pesquisa básica desde o seu ponto de partida, mostrando as possibilidades e oportunidades científicas e tecnológicas para as inovações mais transformadoras do futuro.O evento pode ser conferido no Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca, em São Paulo, localizado na Rua Frei Caneca, 569. Entrada gratuita. Até dia 21 de fevereiro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Exposição ” Stanley Kubrick”

Galeria de Fotos 

 Destaque para a sala sobre o filme

” 2001 Uma Odisséia no Espaço “

Este slideshow necessita de JavaScript.

O MIS apresenta Stanley Kubrick, inédita na América Latina. Realizada em parceria com a Mostra Internacional de Cinema, a exposição reúne a singularidade das obras e influências do diretor na trajetória do cinema mundial a partir de centenas de documentos originais, como materiais em áudio e vídeo e diversos objetos de cena, documentos e fotos utilizados em seus longas-metragens.

Stanley Kubrick é dividida em dezesseis ambientes apresentados em uma expografia inovadora concebida e adaptada pela direção do MIS, que proporciona uma experiência multisensorial inédita.

Nascido em 1928 em Nova York, Kubrick é autor de grandes clássicos do cinema, e reconhecido pelas inovações técnicas, diversidade e riqueza dos temas apresentados ao longo de sua carreira como fotógrafo, diretor, roteirista e produtor. Mesmo antes de começar a fazer filmes, enquanto trabalhava como fotógrafo para a revista Look na década de 1940, Kubrick demonstrou virtuosismo em suas composições, que caracterizaria suas realizações como um dos diretores mais inovadores entre as décadas de 1950 e 1990.

Mais do que trazer uma cronologia do artista, desde o início de sua carreira até os últimos filmes que concebeu, a exposição apresenta a singularidade de sua obra e suas influências em seções dedicadas aos clássicos como Lolita (1962), 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968), Laranja Mecânica (1971) e O Iluminado (1980).

Exposição
11out2013 a 12jan2014

no Museu da Imagem e do Som – MIS SP
terças a sextas, das 12h às 21h;

sábados das 10h às 22h; domingos e feriados das 11h às 20h

Stephen Hawking comenta sobre o Bóson de Higgs

 

hawking-higgs-boson

Numa entrevista para a BBC, o famoso Stephen Hawking diz que tinha apostado com o professor Gordon Kane de que a partícula de Higgs não seria encontrada.
No seu estilo racional, Hawking conclui: parece que perdi 100 dólares (80 euros).

http://astropt.org/blog/2012/07/06/hawking-perde-100-com-o-higgs/

 

 

Fantástico!!!

Pelo sorriso do Stephen Hawking no final da entrevista, ele nem

se importou em perder a aposta…rs

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Sobre Stephen Hawking

Stephen Hawking, responsável por contribuições fundamentais ao estudo dos buracos negros, ocupa a cadeira de Isaac Newton como professor de matemática na Universidade de Cambridge, e é considerado o mais brilhante físico teórico desde Albert Einstein.

Sua história é marcada pela superação de limites. Em 1959, com 17 anos de idade, entrou para a University College, em Oxford, onde estudou física, concluindo o curso em 1962. No mesmo ano, Hawking descobriu que possuía esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa que enfraquece os músculos do corpo. Mesmo doente, continuou estudando até se tornar Ph.D. em cosmologia pelo Trinity Hall, em Cambridge, Inglaterra (1966).

Em 1970, Hawking iniciou o trabalho sobre as características dos buracos negros. Como resultado de sua pesquisa, descobriu que buracos negros emitem radiação. Em 1979, assumiu a posição de professor e retornou, durante os anos 1980, a um interesse artigo sobre as origens do Universo e como a mecânica quântica pode afetar o destino.

Em 1985, enfrentou uma pneumonia e passou a necessitar de cuidados constantes. Imobilizado numa cadeira de rodas e se comunicando através de um sintetizador de voz, Hawking dá continuidade à sua ciência. Foi co-autor em muitas publicações, como “300 Years of Gravity” e “The Large Scale Structure of Space-time” e autor de obras consagradas como “Breve História do tempo” (1988), “Buracos Negros, Universos Bebês e Outros Ensaios” (1993) e “O Universo numa Casca de Noz”, lançado no Brasil em 2001.

Enquanto procura juntar as pontas entre as teorias da relatividade e da mecânica quântica, o físico inglês afirma que a simbiose entre o orgânico e a máquina acontecerá em breve.

Hawking continua a ensinar e gosta de viajar com sua esposa e seus três filhos.

Prêmio Nobel de Física 2013

O prêmio Nobel de Física 2013 foi para François Englert e Peter W. Higgs (83 anos), pela descoberta da teoria e mecanismo que contribui para entendermos a origem da massa subatômica de partículas, e que foi recentemente confirmada pela descoberta da partícula fundamental prevista por eles (Bóson de Higgs) no acelerador LHC (Large Hadron Collider).

http://www.nobelprize.org/nobel_prizes/physics/laureates/2013/

The Nobel Prize in Physics 2013

englert

Englert

higgs

Higgs

Esses cientistas formularam a teoria nos anos 60 e apenas no ano passado, depois de gastar US$ 8 bilhões, é que testes no maior acelerador de partículas do mundo, conseguiram provar suas teses e identificar o que seria o bóson. Para o Nobel, o prêmio vai para uma descoberta que abriu uma nova dimensão da física.

Maiores Informações sobre o Bóson de Higgs no link abaixo:

http://lceo.wordpress.com/2013/10/08/o-que-o-boson-de-higgs-nao-e/