Acústica

 

 

A Acústica é o ramo da Física que estuda o som.

 

Física acústica

A física acústica investiga a forma como a energia sonora se transmite através dos meios materiais de propagação, seus efeitos e interações com os meios sólido, líquido, gasoso e plasma .

No espaço livre, a intensidade de energia da onda diminui na medida em que ela se afasta da fonte sonora. Quando é dobrada a distância entre a fonte e o receptor, a intensidade do som cai 1 terço. Uma fonte sonora produz variações de pressão no ar,
diminuindo sua densidade, comprimindo-o numa onda progressiva, cujo formato
esférico se move à velocidade de cerca de 335 m/s.

Determinando o valor 1 ao som, quase inaudível (folha friccionada em outra, som muito pouco intenso ao ouvido humano), o som mais intenso que o homem pode ouvir será 1 trilhão de vezes mais intenso.

A sensibilidade auditiva está entre 600 e 4000 Hz, e diminui significativamente abaixo e acima desses limites.

Numa sala fechada, a onda sonora é refletida várias vezes pelas paredes, teto, soalho e a
intensidade fica mais ou menos invariável (exceto, junto da fonte sonora, onde
é maior).

As diferenças da intensidade percebidas são calculadas em decibels – dB
unidade de medida que corresponde à menor diferença de intensidade captada pelo
ouvido humano.

Otto von Guericke, em 1650, provou que o som não se propaga no vácuo.

Jakob I. Bernouilli e Leonhard Euler,
no século XIX demonstraram que ao vibrarem hastes metálicas, foi possível
determinar variações de velocidades do som em diferentes meios físicos.

Os fenômenos físicos relacionados à acústica são o eco, a reverberação, o reforço, o batimento, a ressonância e o Efeito Doppler.

 

Música

A observação de que a altura do som produzido por uma corda vibratória varia com o seu comprimento é atribuída a Pitágoras (século VI a.C.) descoberta que o levou à da escala musical, em que ainda se baseia a música ocidental.

Na música, a acústica é importantíssima, pois sem o estudo desta não é possível o
desenvolvimento e o processo de criação artística. Sem o estudo do som, suas
combinações, harmonia, interações entre as notas musicais não existe.

OBS.: velocidade do som no nível do mar = 340,29 m /s

A velocidade do som depende da elasticidade do ar, isto é, quanto mais elástico for o ar, maior será a propagação do som através dele. A elasticidade do ar varia
com a temperatura, pois quanto mais alta for a temperatura, maior será
a elasticidade desse ar.
Sendo assim, podemos concluir que o som se
propaga mais rapidamente numa atmosfera aquecida.A velocidade do som, próximo à superfície da terra e numa temperatura normal, é de cerca de 1.216km/h (337m/s), mas, a uma altura de 8.000m, onde a temperatura é muito baixa, o som se propaga à velocidade de 1.056km/h (293,3 m/s). As velocidades que se aproximam às do som são denominadas transônicas.

As velocidades transônicas, determinadas ao nível do mar, se acham compreendidas entre 992km/h (275,5 m/s)  a 1.280km/h (355,5 m/s). Este limite, compreendido entre as duas velocidades, vem constituir as demarcações da chamada barreira transônica.
Dentro desse limite, encontramos a velocidade do som, nas condições
normais de temperatura e ao nível do mar, como sendo da ordem de
1.216km/h  (337m/s). As velocidades inferiores a 1.216km/h, ao nível do mar, são consideradas subsônicas. Por outro lado, as velocidades superiores a 1.216km/h, também ao nível do mar, são consideradas supersônicas.

 

Anúncios
por Prof Helma- Física Postado em Física

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s