MUSEU CATAVENTO – Museu de Ciências

Museu Catavento: São Paulo ganha espaço para iniciação científica e diversão de crianças e adultos

Ouvir as estrelas, tocar um meteorito e ver os cabelos arrepiarem estão entre as atrações do local

Museu Catavento – Seção Universo

 

A partir de 27 de março, você vai ter mais um local no roteiro de passeios para ir com as crianças. É o museu Catavento. Instalado no Palácio das Indústrias, no Parque Dom Pedro II, centro de São Paulo, o espaço é dedicado às ciências.

Em uma área de 8 mil metros quadrados, o museu tem um auditório com 180
lugares, para cursos e palestras, e é dividido em quatro seções:
Universo, Vida, Engenho e Sociedade. Com entrada, iluminação e sons
diferentes, em cada uma delas há vídeos, painéis e maquetes como
suporte didático.

Mas o que deve saltar aos olhos das
crianças é a interatividade que o Catavento proporciona, como girar uma
manivela e iluminar uma pequena cidade, por meio de uma hidrelétrica em
miniatura, e deixar os cabelos em pé, com auxílio de um gerador de
energia estática. É possível ainda fazer uma viagem aos planetas, às
luas do sistema solar e satélites que orbitam a Terra.

Museu Catavento – Seção Engenho

 

Algumas
instalações interativas podem ser manipuladas sem ajuda, por meio de
orientações em painéis, outras são coordenadas por educadores e
monitores do local. Recomendado para crianças a partir de 6 anos, o
Catavento tem atrações para diferentes faixas etárias. A seção sobre
sexualidade, por exemplo, é restrita a adolescentes a partir de 13
anos.

O museu integra o programa “Cultura é
currículo”, da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo, com o
objetivo de proporcionar diferentes maneiras de aprendizagem para
alunos da rede pública de ensino.

Serviço:

Catavento
Onde: Palácio das Indústrias – Parque Dom Pedro II, centro de São Paulo
Quando: terça a domingo, das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h)
Quanto: R$ 6. Estudantes e idosos pagam meia
Idade para visitação: recomendado para crianças a partir de 6 anos
Como chegar: informações no www.cataventocultural.org.br/mapas.asp
Acesso por transporte público: estação de metrô Pedro II e terminal de ônibus do Parque Dom Pedro II
Estacionamento: até 3 horas (somente para visitantes do Catavento): R$ 8
Infraestrutura: acesso para pessoas com deficiência locomotiva
Visitas de escolas e grupos acima de 10 pessoas devem ser agendadas no site www.cataventocultural.org.br

 

FONTE:  http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI65394-15153,00-MUSEU+CATAVENTO+SAO+PAULO+GANHA+ESPACO+PARA+INICIACAO+CIENTIFICA+E+DIVERSAO.html

 

Mais informações:

http://vejasaopaulo.abril.com.br/revista/vejasp/edicoes/2105/passeio-pelo-universo-ciencias-429706.html

 

Simulação de viagem à Marte

BIG BROTHER  Espacial


 


Durante 105  dias, quatro homens e uma mulher ficarão trancafiados em total isolamento, simulando uma viagem à Marte

E stá previsto para março (2009) o início da primeira fase do projeto MARTE 500, uma pareceria entre a Agência Espacial Européia e a sua congênere Russa. O experimento vai colocar seis pessoas vivendo em condições de total isolamento dentro de instalações que simulam uma grande nave espacial. As instalações terão apenas os recursos necessários aos experimentos, portanto nada de piscinas por exemplo !

Haverá áreas separadas para as instalações médicas, quartos, área de pouso do módulo que descerá em Marte, um módulo para armazenamento de alimentos.

Durante 17 meses e com reservas de três toneladas de água e cinco de
comida, os astronautas viverão em condições mais ou menos semelhantes
às de uma expedição real a Marte, no interior de um conjunto de cinco
módulos espaciais de 550 metros quadrados.

Um dos módulos imitará as condições atmosféricas marcianas para um eventual
“desembarque” de três astronautas numa missão de até um mês, após 250
dias de vôo Terra-Marte e antes da viagem de volta, que durará outros
240 dias.

O objetivo é obter informações de como a longa permanência em isolamento pode afetar as condições de saúde e de trabalho de uma equipe de astronautas.

O número 500 é uma referência à quantidade MÌNIMA de dias necessários para realizar uma viagem de ida e volta ao planeta MARTE. A experiência para imitar um vôo tripulado a Marte está planejada
para durar pelo menos 520 dias, possivelmente até 700, que é o prazo
que duraria a viagem de ida e volta

O vôo virtual incluirá duras provas,
como simulação de avarias, para comprovar a capacidade da tripulação de
superar problemas técnicos inesperados e situações de estresse.

Os efeitos das longas permanências no espaço sobre o organismo humano são um dos tópicos mais pesquisados na ciência espacial.

Já houve astronautas que passaram sete meses na Estação Espacial Internacional, e o russo Valeri Polyakov já chegou a ficar 437 dias seguidos em órbita.

Mas as condições de ima viagem à Marte são mais duras.Na órbita da Terra, os astronautas podem se comunicar com o controle da missão em tempo real. Na rota para Marte, o contato pode levar até 20 minutos.

Por isso, a autonomia dos viajantes tem que ser maior, assim como o entrosamento.

Em 2007 a Rússia fez um experimento para testar as instalações de Marte 500 e concluiu que a presença de mulheres “não atrapalha o equilíbrio da tripulação”.

A primeira fase deve durar 105 dias e terá dois tripulantes europeus e quatro russos, dos quais um é mulher.

O principal meio de comunicação com a Terra será o e-mail, com as
mensagens levando meia hora para chegar. Os voluntários só poderão
abandonar a nave no caso de doença grave ou crise psicológica.

Os especialistas planejam que a tripulação do primeiro vôo real a
Marte, que pode acontecer entre 2030 e 2040, seja integrada por seis
astronautas: um comandante, um engenheiro de bordo, um médico e três
cientistas.

Módulo 1- Instalações técnicas e médicas
Módulo 2- Quartos
Módulo 3- Pouso
Módulo 4- Armazenamento
Módulo 5- Saída

 

M

texto adaptado de: Revista Galileu – fevereiro de 2009

Fahrenheit 451

Em um Estado totalitário em um futuro próximo, os "bombeiros" 
locais têm como função principal queimar qualquer tipo de material
impresso, pois foi convencionado que literatura é um propagador
da infelicidade. Mas Montag (Oskar Werner), um bombeiro,
começa a questionar os motivos que fazem com que ele
e seus colegas queimem livros e revistas. Ele então começa esconder livros e ler à noite. Sua mente começa a mudar. Ele
vê uma mulher preferir
ser queimada com sua vasta biblioteca ao invés de permanecer
viva. Montag se apaixona por uma jovem que faz parte de um grupo rebelde pró-literatura, e também se encanta pelos livros.
        


Esse Filme
é um clássico da ficção científica, nos faz parar para pensar
sobre o que estamos fazendo contra a alienação dos meios de comunicação
de massa em detrimento da boa leitura.
Baseado em livro de Ray Bradbury ( escritor de Ficção Científica).

– O título Fahrenheit 451 é uma referência
à temperatura que os livros são queimados. Convertido
para a escala de temperatura que estamos acostumados aqui no Brasil,esta temperatura equivale a  aproximadamente 233 graus Celsius.

Fórmula : ( C/5 = (F- 32)/ 9)

Ficha
Técnica


Título Original: Fahrenheit 451
Gênero: Ficção Científica
Tempo de Duração: 112 minutos
Ano
de Lançamento (Inglaterra):
1966 . Cópia colorida e remasterizada em 2003.
Direção: François
Truffaut

Roteiro: Jean-Louis Richard e François Truffaut,
baseado em livro de Ray Bradbury



FATEC

Para quem concluirá o Ensino Médio em 2009 ou para quem  quem já concluiu,

é bom começar a pensar em continuar os estudos. Que tal ir analisando as Faculdades, Universidades e Cursos disponíveis ?

Colocarei aqui no Blog algumas sugestões ! Fiquem atentos !

 

Onde Estudar- Curso Gratuito

FATEC São Paulo

Av. Tiradentes, 615 – Bom Retiro
CEP 01101-010 – São Paulo/SP
Telefone: (11) 3322-2200 / (11) 3322-2202
E-mail: secdir@fatecsp.br
Site: www.fatecsp.br

Cursos ministrados

2009 – ANO MUNDIAL DA ASTRONOMIA


O ano de 2009 marca os 400 anos em que Galileu olhou pela primeira
vez para o céu com um telescópio.


AS DUAS PRIMEIRAS lunetas de Galileu que
reformularam o pensamento científico


estão no Museu de História da
Ciência de Florença


Por conta de Galileu Galilei, em 2009, serão completados 400
anos da invenção – talvez se pudesse dizer da descoberta – da luneta, uma
engenhosa superposição de lentes que revolucionou a imagem e a compreensão do
Universo. Antes de Galileu, retomando astrônomos como Aristarco de Samos e
Eratóstenes, Nicolau Copérnico já havia exposto seu sistema heliocêntrico. Mas
foi Galileu, com sua luneta, quem ampliou a revolução copernicana, entre outros
feitos, pelo destronamento do Sol.

O Ano Internacional da Astronomia (IYA 2009) foi
aberto em 1o de janeiro de 2009 em Florença, junto à casa de Galileu, e 
será encerrado em 1o de janeiro de 2010. Proposto pela União Astronômica
Internacional (IAU, na sigla em inglês), as comemorações terão a participação
da Unesco, órgão das Nações Unidas para educação, ciência e cultura, e da
própria ONU, além dos governos nacionais.

As comemorações do IYA 2009 vão incluir uma enorme
variedade de atividades, passando por peças de teatro, projeções em
cine-clubes, cursos reunindo observatórios e clubes de astronomia, concursos de
astrofotografias, selos comemorativos etc.


**********

Ao longo do ano colocarei matérias, vídeos e links  sobre astronomia aqui
no Blog.
Fiquem atentos…e vamos olhar mais para o céu ?

Para começar,  o link abaixo mostra um Mapa do Céu Noturno para o Brasil,
mês de março. Contém lista de objetos  celestes que podem ser vistos a
olho nú ou com binóculo, dicas para observação etc.

 Vamos tentar identificar algum astro no céu ? (se a poluição assim
permitir…)


http://www.skymaps.com/skymaps/tesms0903-brp.pdf